CAMPANHA EDUCAÇÃO SANITÁRIA UM DEVER DE TODOS

A falta de saneamento básico é um sério problema Brasileiro. E no município de Muricilândia não é diferente. No município temos 1184 residências sendo essas sem nenhuma rede coletora de esgoto, essa e a realidade de vários municípios do Brasil. Mas, podemos mudar esse cenário em Muricilândia se cada cidadão instalar a sua fossa séptica.

O saneamento básico consiste em um conjunto de medidas relacionadas ao abastecimento de água potável, coleta e tratamento de esgoto, manejo de resíduos sólidos e controle de pragas e agentes patogênicos em geral. A ausência dessas medidas afeta diretamente a saúde e qualidade de vida da população.

A ausência das medidas relacionadas ao saneamento básico pode resultar na geração de muitos focos de doenças. Estas doenças são causadas principalmente por microrganismos patogênicos de origem entérica, animal ou humana, presentes em água contaminada. Tal contaminação é decorrente principalmente do descarte a seu aberto de águas cinzas e do uso de fossas negras. Conheça algumas dessas doenças: febre tifóide, febre paratifóide, cólera, hepatite A, amebíase, giardíase, leptospirose, poliomelite, diarreia por vírus, ancilostomíase (amarelão), ascaridíase (lombriga), teníase, cisticercose, filariose (elefantíase), esquistossomose, etc..

E muito importante para a população de Muricilândia ficar atenta nas suas fossas, uma vez que a instalação de fossas negras é proibida pelo seu alto índice de contaminação ao solo, e a fossa séptica é a forma mais eficiente de tratar o esgoto domiciliar gerado em residências, comércios e outros. A ausência do tratamento de esgoto pode acarretar doenças, aglomeração de animais peçonhentos, odor nas casas e nas ruas e por fim poluição do meio ambiente. Por isso, vamos juntos preservar o meio ambiente.

 

 

Compartilhar

Desenvolvido por